TIC Domicilios e Usuários 2006 - Desenho Amostral

TIC Domicilios e Usuários 2006 - Desenho Amostral

A amostra da TIC Domicílios 2006 pode ser considerada uma amostra sistemática estratificada, por conglomerados, em três estágios, com cotas estabelecidas no último estágio. No primeiro estágio foram sorteados os municípios. Dentro dos municípios, no segundo estágio, foram sorteados os setores censitários em área urbana 1. E, finalmente, dentro dos setores censitários, em um terceiro estágio, foram selecionados os domicílios e os respondentes finais, estes por cotas baseadas em estudos oficiais como PNAD e Censo 2000. Foi utilizada uma overcota de usuários de internet, estimada com base na penetração de internet dentro de cada estrato regional, segundo a PNAD 2004, para que dentro de cada estrato de leitura se tivesse ao menos 100 usuários de internet para garantir uma leitura mínima nos estratos. O quadro 1 mostra a população pelas grandes regiões do país, a amostra, a overcota e o erro amostral para cada estrato de leitura.

Quadro 1 - Estratos de Leitura da TIC Domicílios

Regiões População PNAD 2004 Domicílios PNAD 2004 Amostra Principal Overcota Internet Erro Amostral Aprox. Total Usuários Internet Erro Amostral Aprox. Amostra Internet
Norte 14.434.109 3.714.315 1.320 276 2,8% 623 4,0%
Centro-Oeste 12.816.392 3.856.217 904 124 3,3% 488 4,5%
Nordeste 50.534.403 13.364.784 3.112 584 1,8% 1.260 2,8%
Sudeste 77.577.219 23.818.984 2.312 240 2,1% 1.060 3,1%
Sul 26.697.985 8.387.504 1.504 144 2,6% 665 3,9%
Total 182.060.108 53.141.804 9.152 1.368 1,0% 4.096 1,6%


Sorteio da Amostra

Dentro de cada estrato de amostra foi feita uma ordenação de municípios segundo faixas de população, para garantir que fossem selecionados municípios grandes, médios e pequenos. Dentro das faixas de porte houve também uma estratificação implícita de renda, para tentar garantir a representatividade de municípios ricos e pobres. Com a listagem dos municípios assim ordenada, foi feito o sorteio sistemático dos municípios, com o primeiro município sendo escolhido aleatoriamente e os demais a partir de um pulo fixo populacional, garantindo que a probabilidade de seleção de cada município seja proporcional à sua população, dada pela projeção do IBGE para o ano de 2005.

O segundo estágio da amostra é o sorteio dos setores censitários dentro dos municípios. Ele foi feito com estratificação implícita de renda, isto é, com a base de dados de setores censitários ordenada pela renda média do responsável pelo domicílio. Em municípios onde a amostra é maior, e portanto seriam sorteados muitos setores censitários, foi feita adicionalmente uma estratificação explícita pelos bairros ou por estratos de urbanização, conseguidos através de uma segmentação dos setores censitários com base em variáveis de infra-estrutura e perfil sócio-demográfico da população residente. Os setores censitários também foram selecionados de forma sistemática, com probabilidade proporcional à população nele residente.


1 De acordo com o IBGE, área urbana é a área interna ao perímetro urbano de uma cidade ou vila, definida por lei municipal.