ShutterStock copyright

TIC Educação

Objetivos da Pesquisa

Desde 2010, a pesquisa TIC Educação busca avaliar a infraestrutura das TIC em escolas públicas e privadas de áreas urbanas, a apropriação dessas nos processos educacionais. O levantamento é feito junto a alunos, professores de português e matemática do Ensino Fundamental e Médio, coordenadores pedagógicos e diretores.

Áreas de investigação

Os indicadores desenvolvidos pelo estudo TIC Educação apontam relevantes características relativas a:

Escolas:

  • Infraestrutura geral e das TIC em escolas;
  • Projeto de capacitação para professores.

Alunos:

  • Perfil de uso de computador e Internet;
  • As habilidades no uso dessas tecnologias;
  • Atividades escolares realizadas;
  • Forma de capacitação específica ao uso das TIC.

Professores, coordenadores pedagógicos e diretores:

  • Perfil profissional;
  • Uso, habilidades e capacitação específica ao uso das TIC;
  • Atividades educacionais e de coordenação por eles propostas;
  • Percepção sobre possíveis obstáculos ao uso dessas tecnologias em ambiente escolar.

Apoios institucionais e referências internacionais

A pesquisa está alinhada ao referencial metodológico proposto nos relatórios InfoDev, do Banco Mundial, e no estudo Sites 2006 (Second Infomation Technology in Education Study), da International Association for the Evaluation of Educational Achievement (IEA). Conta com o apoio institucional do Ministério da Educação, da UNESCO, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e de especialistas vinculados a organizações não governamentais e a importantes centros acadêmicos.

Metodologia

A pesquisa tem abrangência nacional e considera as escolas públicas (municipais e estaduais) e privadas (a partir de 2011) das áreas urbanas do Brasil. São selecionadas escolas com turmas regulares do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 2º ano do Ensino Médio cadastradas no Censo Escolar conduzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).