ShutterStock copyright

TIC Saúde

Objetivos da Pesquisa

Desde 2013 o Cetic.br realiza a pesquisa TIC Saúde, que investiga a infraestrutura, a disponibilidade das TIC e de aplicações nelas baseadas nos estabelecimentos de saúde no país. Além disso, observa como médicos e enfermeiros fazem uso dessas ferramentas em seu trabalho e as principais barreiras para a sua incorporação.

Áreas de investigação

A pesquisa TIC Saúde busca analisar o estágio de adoção das TIC em estabelecimentos de saúde brasileiros, desenvolvendo indicadores relacionados a:

Estabelecimentos:

  • Infraestrutura de TIC e gestão de TI;
  • Registro eletrônico em saúde e troca de informações;
  • Serviços oferecidos ao paciente e prática de Telessaúde.

Médicos e enfermeiros:

  • Perfil dos profissionais;
  • Acesso e uso das TIC;
  • Apropriação dessas tecnologias.

Apoios institucionais e referências internacionais

O estudo conta com o apoio institucional de organismos internacionais como a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a UNESCO, o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Informática do SUS (DATASUS), a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), outros representantes do governo, sociedade civil e de especialistas vinculados a importantes universidades.

Metodologia

A pesquisa considera as informações adotadas pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). O desenho amostral considera a amostragem estratificada de estabelecimentos de saúde e seleção com probabilidade proporcional ao tamanho (PPT). A medida de tamanho foi a quantidade de profissionais de saúde, que posteriormente foram selecionados com mesma chance em cada estabelecimento. Os estratos considerados para seleção foram: Região, Tipo do Estabelecimento, classificação é dada pela combinação de características dos estabelecimentos relativas ao tipo de atendimento e ao número de leitos de internação, e localização (Interior e Capital).